Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!
Logo oeste capital topo.PNG
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Carreta tomba em Cunha Porã e carga química vaza pela BR-158

VoltarVeja também
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:sul, ambientais, ainda, feitas, diversas, tentativas, órgãos e retirada266 palavras4 min. para ler
Carreta tomba em Cunha Porã e carga química vaza pela BR-158
Ver imagem ampliada
Na noite desta quinta-feira (6), uma carreta saiu da pista e tombou na BR-158, a seis quilômetros do perímetro urbano de Cunha Porã e a carga química vazou. O acidente aconteceu perto das 23h40, quando a Polícia Rodoviária Federal foi acionada, chegou ao local e percebeu vazamento de óleo diesel do caminhão.

O motorista disse à PRF que a carreta estava carregada com paletes e o Corpo de Bombeiros de Cunha Porã foi chamado para conter o vazamento do diesel. Os bombeiros então perceberam que havia outro produto líquido vazando de embalagens. Ao solicitar a nota fiscal da carga, foi identificado que tratava-se de um produto perigoso, comercialmente chamado de BUSAN 7555, n° ONU 1760 e risco 80.

“Saliente-se que não há placas no veículo sinalizando a existência de transporte de produto perigoso”, disse o inspetor da PRF, Ivo Silveira. Imediatamente após a identificação do produto foi providenciada a retirada das baterias e isolamento do veículo. Ainda, foram feitas diversas tentativas de contato telefônico com órgãos ambientais como Ibama e Fatma, sem sucesso.

Foi feito contato telefônico então com a Abquim Proquímica, de São Paulo, que solicitou o isolamento de 50 metros da área atingida e se prontificou a fazer contato com equipes de emergência especializadas.

O produto atingiu a terra e escorreu por um canal que passa por baixo da rodovia e segue adentro de mata fechada através da faixa de domínio. O químico do Corpo de Bombeiros foi acionado para auxiliar a equipe de Cunha Porã para interromper o vazamento.

O caminhão com placas de Goiás seguia de Monte Negro (RS) ao Mato Grosso do Sul.

Fonte:Polícia Rodoviária Federal
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!