Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!
Logo oeste capital topo.PNG
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Crítico literário e sociólogo Antonio Candido morre aos 98 anos

VoltarVeja também
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:moraes, cargo, importante, crítica, obras, aposentou, comparada e momentos158 palavras2 min. para ler
Crítico literário e sociólogo Antonio Candido morre aos 98 anos
Ver imagem ampliada
O crítico literário e sociólogo Antonio Candido morreu em São Paulo na madrugada desta sexta-feira (12) aos 98 anos. A informação foi confirmada pela Faculdade de Filosofia e Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, onde ele deu aulas no curso de Letras e era professor emérito. Iniciou a carreira como crítico literário nos anos 40, tendo escrito para jornais como “Folha da Manhã“, “Diário de S. Paulo“ e “O Estado de S. Paulo“. Tornou-se livre-docente de literatura brasileira em 1945 e doutor em ciências em 1954. Em 1974, passou a ser professor titular de teoria literária e literatura comparada da USP, cargo em que se aposentou em 1978.
De suas obras de crítica literária, a mais importante é “Formação da Literatura Brasileira“, de 1959, sobre os momentos decisivos da formação do sistema literário brasileiro. Ao lado de outros intelectuais brasileiros, entre eles Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), fez parte da criação do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980.
Fonte: G1


Foto: G1/Flavio Moraes

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!