Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!
Logo oeste capital topo.PNG
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Educação infantil: como acontece a adaptação escolar

VoltarVeja também
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:relação, coleguinhas, atividades, sentindo, cada, estejam, tranquilos e possam358 palavras5 min. para ler
Educação infantil: como acontece a adaptação escolar
Ver imagem ampliada
Para os que já tiveram contato com a escola ou para os que chegam pela primeira vez, os primeiros dias de aula são sempre muito difíceis. Ações especiais estão sendo desenvolvidas neste período de adaptação, para as crianças matriculadas nos Centros de Educação Infantil Municipal. Para que tudo ocorra da melhor maneira possível, fazendo com que a criança sinta-se segura na escola, especialistas afirmam que o apoio dos pais é fundamental nesse processo.

De acordo com a Gerente de Educação Infantil, Marla Shardong, “algumas ações das famílias são fundamentais, como fazer comentários positivos sobre o CEIM, perguntar sobre a rotina, quem são os colegas, incentivando a criança a gostar do espaço educativo”, explica.

Neste período também ocorre nas instituições educativas a ‘Anamnese’, trata-se de uma entrevista com a família. Este documento auxilia o professor a conhecer o histórico da criança para entendê-la melhor, neste processo. Para a gestora do Ceim Juninho, Ana Paula Scherer, “a adaptação é um momento de transição em que a criança vai se habituando à nova rotina longe da família, que é a sua referência. Dia após dia, ela vai criando um vínculo com os professores, coleguinhas e atividades, sentindo-se cada vez mais segura. Por isso, é importante que os pais estejam tranquilos em relação à escola e que possam transmitir essa tranquilidade à criança”.

Segundo especialistas da Seduc, com o passar dos dias as crianças vão se adaptando a rotina e se familiarizando com o ambiente escolar, tornando este processo mais tranquilo tanto para elas como para os pais e professores. “Estou me adaptando com esta separação, estou sofrendo um pouco, mais é importante para mim e para ele, estou segura que ele está bem cuidado e assim fico mais tranquila”, conta Regina Aparecida Teixeira, mãe do Miguel, aluno do maternal.

O Secretário de Educação, Igor Girotto, diz que “a adaptação contribui para a realização do trabalho pedagógico durante todo o ano letivo, garantido à criança o seu desenvolvimento integral. Este é um processo necessário tanto para as crianças quanto para os pais e professores. A partir dessas ações elas vão moldando a visão que tem da escola”, explica.

Fonte:Prefeitura Municipal de Chapecó
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!