Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!
Logo oeste capital topo.PNG
93,3 FMOuça ao vivo
Tocando agora: Daqui a pouco mais músicas na Oeste Capital!

Ex-PM é condenado a 18 anos de prisão por morte de João Roberto

VoltarVeja também
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:justiça, pm, cocq, le, luiz, jorge, preso e local154 palavras2 min. para ler
Ex-PM é condenado a 18 anos de prisão por morte de João Roberto
Ver imagem ampliada
`Justiça foi feita`, diz mãe do menino, que tinha 3 anos quando foi morto. Carro foi metralhado por policial que perseguia bandidos na Tijuca, em 2008.


O ex-cabo da Polícia Militar Wiliam de Paula foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado pela morte do menino João Roberto Amorim Soares, de 3 anos, em julho de 2008, em julgamento realizado nesta terça-feira (9). João foi morto a tiros quando o carro de sua mãe foi confundido com o de criminosos que eram perseguidos por policiais na Tijuca e atingido por 17 disparos. O réu, no entanto, ainda pode recorrer.

O ex-PM deixou o local preso, após o juiz  Jorge Luiz Le Cocq D`Oliveira decretar a prisão do réu na leitura da sentença.

O juiz comentou que o réu “tem perfil desajustado, má condutra social, é suspeito de envolvimento com milicianos, além de responder por outro homicídio de um agente penitenciário“ no 3º Tribunal do  Júri.

Fonte:G1
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Últimos recados

Curta o nosso site!